Um brasileiro em Berlim: Wellington Almeida, para WOW #1 O que é Berlim?

Especial, News @pt-br

Brasileiro, português, berlinense ou os três?

Falando aqui em terceira pessoa, Wellington Almeida se considera um faz-tudo da vida: de redator a tradutor, de blogger a facebooker e também vagabundo nas horas vagas. Ele acha que o ‘turning point’ da sua vida aconteceu quando foi apresentado à um disco dos Smashing Pumpkins, na pré-adolescência, e agradece eternamente por este momento. Uma das suas maiores frustrações é nunca ter aprendido a tocar guitarra e não ter estrelado um filme de Mike Leigh, que ele acha o maior cineasta vivo.

É paulista de nascimento, mas lisboeta de coração. Mudou-se para a capital portuguesa em 2002 e lá licenciou-se em Literatura e Linguística pela Universidade de Lisboa. Começou a se a interessar por moda em Berlim, quando foi obrigado a escrever sobre isso e percebeu que, para além da superficilidade, existe um ‘statement’ quase político por detrás de tudo aquilo e que vale a pena ir mais fundo…
O convite para seu texto sobre “Como ser indie na capital germânica” (é desejado que seus textos não se resumam somente a um), partiu do fato de que eu acredito (agora em primeira pessoa) que o Well – como é chamado – seja o cara que mais frequente shows indie em Berlim, e que seja dono de um dos maiores sensos críticos para os palcos que eu conheço.
Isso tudo na minha modesta opinião, claro.
 Imagens by Wellington Almeida

 

 


Vivi Gnutzmann

Visual Merchandiser and Window Displayer by choice, Vivi is graduated in Fashion Design, Literature and German. Nowadays she works with Online Marketing, Social Media and as a translator. A handywoman is a way to define her, who is still studying, even though she doesn’t know exactly where that will take her in the future. In her personal blog, writes about bathrooms but wishes to do it more frequently because writing is one of her passions. If she had to pick a soundtrack for her life at this moment would be from Drive’s OST, who recently has replaced “Echo & The Bunnymen”. Is passionate about music, art, german literature, cinema and Berlin, the city she calls home these days.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *